Conjugação…

19 jun

 

Há um tempo não escrevia,

Agora escrevo por que precisei

Não sei se alguém vai ler

Ou sequer entender

Mas sinto falta de mim

Daquilo que eu fui ou até fingi ser

Sinto que não sou o mesmo

E não sei se mudei

Sinto falta do eu que fui,

Porque hoje quem sou, eu não sei

Talvez o provérbio viver e amadurecer

Não fosse algo que eu queria

Pois bem, aconteceu sem eu perceber.

Meu mundo ingênuo de outro dia

Deu lugar as verdades desse mundo imundo

Aprendi que a verdade às vezes é pior que a mentira

Entendi que devo guardar os sentimentos profundos

Quem estipulou tal fato ainda tento entender

Mas começo a me conformar e principalmente

A sobreviver

Novos ares, novos pensamentos, novamente uma mudança.

Hábitos que não me acostumo

Apenas aceito seja como for, seja o que for

Aprender a acostumar

Preciso do silêncio, pra não perder os amigos.

Preciso de sentimento, pra não me sentir vazio.

Preciso da malandragem que outros poetas já pediram

Como precisei escrever….

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: