Prelúdio II

11 jul

Tempo cinza,

Céu estranho

Silêncio impreciso

Vento insano

Vontades e verdades

Manhã menos fria

Uma caneta sem tinta

Escrevendo o que eu quero te dizer

Entendendo o que eu preciso ser

Dizer, falar, conter

Noite solitária esperando

Um sinal de vida,

O sono que veio logo

Não avisou que seria

Mais longo que a noite

E um bocejo em meio a

Manhã faz-se testemunha,

A saudade veio e me disse

que era de você que ela estava falando

O tempo vai passar,

Mais rápido por hoje espero

E ao anoitecer talvez

Tudo volte ao normal…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: