Tão breve…

18 dez

Tudo que era paz agora é solidão…
e das canções que eu escrevi
não restou nem o refrão…
Me sinto gelado em meio ao verão
mas sei que esses dias nublados
ainda passarão
meus erros imperdoáveis
nunca foram nada demais
essa história sempre acaba
como tudo acaba
com um livro e uma lágrima
na porta da sacada
meus gestos certos ou incerto
já não são mais nada…
A gente segue em frente
de qualquer maneira….

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: