Tensão, Terno e Tentação…

21 mar

Quando já não vale a pena seguir o rumo que se quer

E o rumo que se conhece já não é tão fácil de seguir.

O que fazer quando os olhos já estão úmidos

E a chuva já não cai no seu terreiro?

Quando palavras já não resumem o que você quer dizer

E já não faz sentido, fingir que é forte.

As verdades que você sempre acreditou,

Tornam-se apenas apostas de um jogo sem certezas

E as suas fichas foram jogadas na lama.

Quando se olha o reflexo na vitrine da loja na esquina,

E o rosto que se vê não é mais familiar.

O que fazer?

Quando se faz perguntas que não serão respondidas,

Quando o terraço te assusta,

E o porão já não parece ser um lugar ruim.

Quando a sua alma já foi penhorada,

E nem ao menos um centavo você viu,

O  sangue que sempre pareceu ser fácil de beber

Não tem o mesmo gosto que pensou ter

Mesmo que a luz do sol ainda incomode…

Eu só fecho os meus olhos

Meu mundo é muito melhor

Do que esse que insistem em me prender…

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: