Arquivo | junho, 2012

Sorrisos à margem, brisas à parte…

25 jun

Eu quero teu abraço,
Quero sentir teus laços
Quero que os seus passos
Se juntem aos meus
Quero o teu carinho,
Seguindo o meu caminho
Acordar de madrugada
Só pra ver você dormindo
E pela manhã
Você me acordar sorrindo,
Sei que muita coisa
Já foi dita antes
Mas a exemplo do poeta
Uso palavras repetidas
Não sei o que é Soneto
Prosa ou verso,
Escrevo o que sinto
E pra mim isso basta
Se bastar pra ti
Já me sinto bem…

Gritos do Silêncio…

20 jun

Adoro o seu sorriso

E amo saber quando é pra mim

Gosto muito dos seus lábios,

Dos seus olhos de encontro aos meus

Te peço paciência

Venho vindo calejado

De terras ingratas

Te peço que acalme a minha alma

E que entenda o quanto te desejo ao meu lado

Entre risos, eu fazendo você falar “erado”,

Seu rosto é a primeira e a última

Coisa que avisto em meus dias,

E te agradeço tal privilégio.

Sempre me achei bom com palavras

Mas pareço ter desaprendido a expressa-las

Peço que entenda

E que possa estar ao meu lado

Entrei sem bater,

E sequer pedi licença

Mas preciso da sua presença

No passar das horas e das semanas

Preciso de ti…