Novos Velhos Desassossegos…

19 ago

O tempo esse maldito e ingrato amigo

Que me maltrata e me ajuda

Não consigo lutar contra ele

O tipo de coisa que uma cabeçada no

Espelho do banheiro

Ou frases sem sentido

Não conseguem explicar

As lágrimas que volta e meia insistem

Em deixar meus olhos

Vem só pra me lembrar

Que o paraíso está longe

Que ele talvez não exista

E as pessoas que sofrem

Pelos meus atos ingratos

E insensatos, elas sim

Merecem o o paraíso

Ao contrário de mim

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: