A Nova Velha Areia dos olhos…

23 ago

O que é ruim nunca vem só

Diz o ditado, dito maldito

Que insiste em se fazer verdade

Me trazendo só de maldade

A tal da infelicidade

Desespero que se cria,

E não se se enxerga alforria

Ou jeito  pra mudar o passado.

Um erro cometido…

Pessoas que não verei jamais

Ou que não verei nunca mais

Passos que não verei caminhar

E que ainda não sei se queria ver

Meu eu novamente se confunde

Com o que fui, ou com o que

Eu queria ser,

Meus versos calejados

Não demonstram metade da minha amargura

A vida novamente brinca com meus erros

Como ela sempre gostou de fazer

O jeito é olhar pra frente

Adiante sempre tem um novo ponto

Uma nova história

Novos erros a se cometer…

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: