Novos Velhos Ditados…

25 out

Economizo palavras quando devo soltá-las
e as esbanjo quando a hora é de calar
entendo como se não tivesse entendido
e me perco em meus próprios devaneios
me sinto normal, quando é normal
ser estranho
e me sinto estranho quando me
coloco no lugar de alguém normal
Na casa o que sobrou
Foi o gato, um litro de Vodka
e os versos deste jovem velho
aprendiz de poeta…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: